sexta-feira, 4 de agosto de 2017

EDUCAÇÃO GARANHUNS – Professores que sofreram redução de carga horária irão trabalhar 4 dias com alunos e 1 dia será na escola sem interação com os educandos

EDUCAÇÃO GARANHUNS – Professores que sofreram redução de carga horária irão trabalhar 4 dias com alunos e 1 dia será na escola sem interação com os educandos

Image result for professores garanhuns

Infelizmente é notório que NÓS professores fomos eleitos os inimigos públicos Nº 1 dos gestores municipais, onde ano após ano cresce a lista de gestores que atentam e ferem nossos direitos, como que esses direitos fossem uma maldição para suas administrações, como se esses direitos tivessem sido dados por caridade e não conquistados com muito suor, trabalho e competência. Pois bem.

O SINPRO (sindicato dos professores no estado de Pernambuco), protocolou ofício na manhã desta sexta-feira (04), na secretaria municipal de educação, que informa que o grupo de PROFESSORES DAS SÉRIES INICÍAIS convocados recentemente e que tiveram suas cargas horárias reduzidas para 150h/a, irão trabalhar apenas quatro expedientes (dias) em sala de aula com os alunos e um dia cumprirão aula-atividade em suas respectivas escolas.

A decisão foi tomada depois de assembleia ocorrida com a categoria na última segunda-feira (31 de julho).

Com a decisão os professores - totalmente dentro da lei -, cumprem o que determina a lei que diz que 2/3 das aulas devem ser com interação com os alunos e 1/3 devem ser para atividades de planejamento e etc.

ENTENDA O CÁLCULO – Para uma carga horária de 150h/a (como é o caso), 2/3 são 100h/a. Essas 100h/a devem ser trabalhadas com os alunos e as outras 50h/a (1/3) são para planejamento e etc (sem interação com os alunos). Como o professor em questão trabalha 5h/a por dia e o mês é calculado tendo como base 5 semanas, quando esse professor trabalhar 4 dias com os alunos terá trabalhado 20h/a semanais, multiplicando essas 20h/a semanais  por 5 semanas, chegamos ao total de 100h/a por mês, cumprindo assim o que determina a lei.

FUTURO - A expectativa é que o governo municipal contrate um novo profissional para lecionar esse dia de aula que o professor não trabalhará com o aluno ou então retorne as cargas horárias dos educadores. O governo municipal também poderá ter outra solução. Quem sabe!

A decisão tomada pela categoria, se estende a todos os professores que tiveram suas jornadas de trabalho alteradas, respeitando a proporcionalidade de cada um.

No ofício, o SINPRO cita o fato do descumprimento por parte do governo municipal, quanto as recomendações expedidas pelo Ministério Público de Pernambuco, sede Garanhuns e pauta sua decisão em diversas leis vigentes que regem a educação.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.