sábado, 22 de fevereiro de 2014

Saloá - Audiência Pública discute venda de bebidas alcoólicas

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE VENDA DE BEBIDAS ALCOÓLICAS EM SALOÁ


Os comerciantes de bebidas de Saloá participaram na última quinta-feira, de uma audiência pública, promovida pela Secretaria Municipal de Assistência Social e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). O encontro aconteceu no auditório do Colégio São Vicente e contou como palestrante, o promotor Alexandre Bezerra. O objetivo foi sensibilizar os comerciantes para que não vendam bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes.

O promotor Alexandre Bezerra lembrou que muitas vezes, o álcool tem sido o elemento propulsor de outros crimes. “O consumo do álcool tem ligação direta com crimes mais hediondos como estupro e violência. É a droga mais utilizada e que tem levado as famílias à desagregação social e perda de valores”, destacou. Alexandre Bezerra lembrou aos comerciantes que a lei será cumprida com rigor, e que eles devem ficar atentos para casos de maiores, que compram bebidas a pedido de menores e que consomem muitas vezes na porta dos bares. “O comerciante consciente além de não vender bebida á menores, precisa ficar atento para o comportamento de jovens que já chegaram à maioridade, mas que muitas vezes compram a bebida para seu colega adolescente”, disse.

A vereadora Izenilda Brandão, que também tem um comércio de bebidas na cidade, trouxe um questionamento. Segundo ela é difícil atentar para os casos de maiores que compram bebidas para menores. Foi aplaudida pelos seus colegas de comércio que também têm o mesmo pensamento. Porém o promotor foi enfático: “A lei é para ser cumprida, não questionada. Vender bebida alcóolica a menor é crime e dá cadeia, independentemente da quantidade vendida ou da posição social do comerciante”.


O Secretário de Assistência Social, Carlos Ouro Preto, lembrou do papel do cidadão nessa campanha de conscientização. “Estamos para iniciar os festejos de Momo, nosso carnaval, e devemos controlar a venda de bebidas. O nosso pensamento, enquanto serviço social vai de encontro à Lei. Temos que evitar que nossas crianças e adolescentes entrem no mundo do alcoolismo e para isto contamos com o Conselho Tutelar e queremos contar com todos vocês que fazem o comércio de Saloá”.

Fonte: Jornalista Geraldo Mouret.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.